Gladius no RAF 2011

No RAF 2011, a Gladius Swordplay vai trazer as famosas arenas de combate medieval.

Saiba mais Aqui

Os Gladiadores

Gladiador era um lutador escravo treinado na Roma Antiga. O nome “Gladiador” provém da espada curta usada por este lutador, o gladius (gládio). Eles se enfrentavam para entreter o público, e o duelo geralmente terminava quando um deles morria, ficava desarmado ou ferido sem poder combater. Nesse momento do combate é que era determinado por quem presidia aos jogos, se o derrotado morria ou não, frequentemente influenciado pela reacção dos espectadores do duelo. Alguns dizem que bastava levantar o polegar para salvar o lutador. Entretanto alguns estudos relatam que nem sempre o objectivo era a morte de um dos gladiadores, haja vista, que isso geraria ónus para o estado romano.
 

Treinamento

Os gladiadores tinham treinamento em escolas especiais conhecidas como ludus. Em roma haviam quatro escolas, sendo a maior Ludus Magnos que era conectada com o coliseu por um túnel subterraneo. No intervalo das lutas eles tinham um tratamento especial que envolvia grandes cuidados médicos e treinamento cuidadoso. No geral, eles não lutavam mais que três vezes ao ano. Viajavam em grupos conhecidos como famílias quando iam lutar em outras cidades. O treinador era conhecido como lanista.

Veja os tipos de gladiadores:

Os lutadores pertenciam a grupos e as lutas eram organizadas de forma que nenhum grupo ficasse em desvantagem.

Trácios: eram os mais fracos em relação a proteção e armamentos,  usavam um capacete que cobria toda cabeça e um escudo quadrado pequano, além de caneleiras. Atacavam com espadas curtas e curvas, as sicas, a principal técnica era incurtar as dstancias e a espada sica ajudava a deferir golpes contra escudos.

Murmillos: eram os oponentes dos trácios e retiários. Usavam um grande escudo numa mão e na outra uma espada curta, normalmente uma gladio. O capacete se assemelhava a um peixe. É a combinação que os soldados romanos usavam nos campos de batalha.

Hoplomaco: Homenageava os guerreiros das falanges gregas, por isso portava uma lança, que podia ser usada junto com uma adaga ou com uma espada. Tinha boas proteções para o corpo, como o secutor, mas precisava se virar apenas com um pequeno escudo circular.

Retiários: empunhavam um tridente e eram os mais desprotegidos. Carregavam também uma rede e uma faca curta. Eram os únicos aos quais era permitido recuar em combate.

Secutores: Se assemelhavam muito com os murmillos e eram os oponentem principais do Retiários.  A principal característica era seu capacete arredondado com apenas 2 orifícios para visão  que serviam  para não prender na rede dos Retiários e evitar golpes com o tridente.

Dimachaeri: Esse gladiador é um mistério pois ainda não se sabe muito sobre ele, mas indícios confirmam que ele era o único que lutava com duas espadas, para isso ele  era um dos mais bem treinados.

Gladiatrix

Gladiatrix ou Gladiatrices eram as combatentes do sexo feminino que faziam parte das lutas entre gladiadores, se envolvendo em combates com homens, anões e animais. Essas gladiadoras mulheres, que lutavam normalmente com um seio exposto, pois usavam as mesmas vestimentas dos gladiadores homens.

 

Fotos: internet

Gladiadores

Os gladiadores eram lutadores que participavam de torneios de luta na Roma Antiga. Estes combates, que serviam de entretenimento para os habitantes de Roma e das províncias.

Os gladiadores eram escolhidos entre os prisioneiros de guerra e escravos, ou pessoas que pediam para se juntar aos combates. Com o passar das lutas, caso reunisse muitas vitórias, tornavam-se heróis populares, e pessoas ricas e famosas.

Nas arenas (a mais famosa era o Coliseu de Roma), os gladiadores lutavam entre si, utilizando vários armamentos como, por exemplo: espadas, escudos, redes, tridentes, lanças, etc. Participavam também das lutas montados em cavalos ou usando bigas (carros romanos puxados por cavalos). Muitas vezes estes gladiadores eram colocados na arena para enfrentar feras (leões, onças e outros animais selvagens).

O combate entre gladiadores terminava quando um deles morria ou ficava ferido com impossibilidade de continuar a luta, nesse caso o público podia escolher se o combatente caido viveria ou morreria.

Os gladiadores mais bem sucedidos ganhavam, além da popularidade, muito dinheiro e, com o tempo, podiam largar a carreira de forma honrosa. Estes privilegiados ganhavam uma pensão do império e um espada de madeira simbólica.

Religião Romana

Os romanos eram politeístas, ou seja, acreditavam em vários deuses. A grande parte dos deuses romanos foram retirados do panteão grego, porém os nomes originais foram mudados. Muitos deuses de regiões conquistadas também foram incorporados aos cultos romanos. Os deuses eram antropomórficos, ou seja, possuíam características ( qualidades e defeitos ) de seres humanos, além de serem representados em forma humana. Além dos deuses principais, os romanos cultuavam também os deuses lares e penates. Estes deuses eram cultuados dentro das casas e protegiam a família.Principais deuses romanos : Júpiter, Juno, Apolo, Marte, Diana, Vênus, Ceres e Baco.

Conheça abaixo uma relação das principais divindades da Roma Antiga e suas características.

Nome do deus

O que representava

Júpiter

rei de todos os deuses, representante do dia

Vênus

amor e beleza

Marte

guerra

Minerva

sabedoria, conhecimento

Plutão

mortos, mundo subterrâneo

Netuno

mares e oceanos

Juno

rainha dos deuses

Baco

vinho, festas

Febo

luz do Sol, poesia, música, beleza masculina

Diana

caça, castidade, animais selvagens e luz

Ceres

colheita, agricultura

Cupido

amor

Mercúrio

mensageiro dos deuses, protetor dos comerciantes

Vulcano

metais, metalurgia, fogo

Saturno

tempo

Psique                                 alma